sábado, 1 de abril de 2017

O valor de Shakespeare





 por Harold Bloom


"Sendo Johnson, há meio século, meu leitor ideal, recorro agora ao trecho que mais me agrada do Prefácio a Shakespeare.

Eis, portanto, o valor de shakespeare, o fato de sua dramaturgia ser um espelho da vida; quem confundiu a própria imaginação, seguindo fantasmas nos labirintos criados por outros escritores, será (com Shakespeare) curado dos delírios extáticos, ao ler sentimentos humanos descritos em linguagem humana, ao assistir a cenas que permitem ao eremita entender as transações do mundo, e ao confessor prever o curso da paixão.

Para sermos capazes de ler sentimentos humanos descritos em linguagem humana precisamos ler como seres humanos - e fazê-lo plenamente. Somos mais do que ideologia, sejam quais forem as nossas convicções. ___________________________
in Como e Por Que Ler